ALICE
Análise da infecção Endometrite Crônica

 Detecta a bactéria causadora da Endometrite Crônica para o tratamento e sucesso reprodutivo das pacientes

Scroll Down

Visão Geral

  • A Endometrite Crônica é uma inflamação persistente do tecido endometrial causada por uma infecção da cavidade uterina provocada principalmente por patógenos bacterianos.
  • Segundo estudos independentes, esta condição afeta aproximadamente 30% das mulheres com diagnóstico de infertilidade, enquanto a prevalência em pacientes com Repetidas Falhas de Implantação (RIF) e Perda Gestacional Recorrente (RPL) pode chegar a 66%*.

  • De acordo com a pesquisa científica The diagnosis of chronic endometritis in infertile asymptomatic women: a comparative study of histology, microbial cultures, hysteroscopy, and molecular microbiology, o teste ALICE apresenta resultados similares ao conjunto dos três métodos clássicos de detecção desta doença (histeroscopia, histologia e cultura).

    Moreno et al. Am J Obstet Gynecol. 2018, DOI: 10.1016/j.ajog.2018.02.012.

MAIS INFORMAÇÕES

The diagnosis of chronic endometritis in infertile asymptomatic women a comparative study of histology, microbial cultures, hysteroscopy, and molecular microbiology_Página_01.png

O teste ALICE é realizado a partir de uma pequena amostra de tecido endometrial coletada através de uma biópsia.

Nos casos em que a paciente irá realizar o teste ERA, de receptividade endometrial, a mesma amostra coletada é utilizada para a realização de ambos testes, sem necessidade de uma coleta adicional.

Benefícios

  • O teste ALICE é um teste de diagnóstico que detecta e quantifica as bactérias patógenas mais comuns associadas à Endometrite Crônica e indica o tratamento antibiótico e probiótico de forma individualizada.
  • O método de estudo microbiológico do teste ALICE é rápido e eficaz na identificação de bactérias cultiváveis e não cultiváveis dos patógenos ligados a esta infecção endometrial.
  • Em caso de resultado positivo para patógenos, o teste ALICE inclui a identificação da bactéria específica causadora da Endometrite Crônica na paciente.
  • Uma lista de antibióticos e probióticos recomendados é incluída no laudo, dependendo dos resultados do teste ALICE.
  • A Igenomix dispõe de um microbiologista para apoio e aconselhamento clínico. 
  • Histology is the current gold-standard method for the assessment of CE.
  • Only microbial culture can provide information about the causative infectious agents.
  • It has been demonstrated that between 20 and 60% of bacteria cannot be cultured or are not assessed in the clinical setting. Among them, Gardnerella vaginalis, one of the most common pathogens of the reproductive tract, is not culturable under the standard microbiological methods. The molecular assessment of the microbiome using NGS allows to detect culturable and non-culturable bacteria.
  • Una serie de muestras analizadas mediante histología, histeroscopia y cultivo microbiano obtuvieron una concordancia del 20% en los resultados obtenidos. El análisis mediante NGS obtuvo coincidencia para el 78% de las muestras analizadas.

Indicações

Todas as pacientes com desejo reprodutivo podem ser beneficiadas de uma análise do ambiente microbiótico que o embrião encontrará no momento da implantação.

O teste ALICE é especialmente indicado para pacientes com histórico de RIF (falhas de implantação) e RPL (aborto de repetição), já que a Endometrite Crônica pode estar associada a estas complicações.

Indications
Technology

Tecnologia

O teste ALICE utiliza a mais avançada tecnologia de Sequenciamento de Nova Geração (NGS) para fornecer informações sobre a microbiota do endométrio, analisando a abundância das bactérias relacionadas com a Endometrite Crônica.

Metodologia

ALICE metodologia_br.png

Referências

Publicações científicas e documentos.

diagnóstico da endometrite crônica

ALICE publicação científica

ALICE Specialist Brochure

ALICE Folheto do Especialista

ALICE FAQs

ALICE FAQs

Endometrial receptivity array: Clinical application.

Mahajan N.
J Hum Reprod Sci.2015 Jul-Sep;8(3):121-9. doi: 10.4103/0974-1208.165153. PMID: 26538853 [PubMed] PMCID: PMC4601169. [Epub ahead of print]
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26538853

Human Endometrial Transcriptomics: Implications for Embryonic Implantation.

Gómez E, Ruíz-Alonso M, Miravet J, Simón C.
Cold Spring Harb Perspect Med. 2015 Mar 27. pii: a022996. doi: 10.1101/cshperspect.a022996. [Epub ahead of print]
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=Human+Endometrial+Transcriptomics%3A+Implications+for+Embryonic+Implantation

The genomics of the human endometrium.

Ruiz-Alonso M, Blesa D, Simón C.
Biochim Biophys Acta. 2012 Dec;1822(12):1931-42.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22634130

Profiling the gene signature of endometrial receptivity: clinical results.

Garrido-Gómez T, Ruiz-Alonso M, Blesa D, Diaz-Gimeno P, Vilella F, Simón C.
Fertil Steril. 2013 Mar 15;99(4):1078-85.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23312228

Impact of final oocyte maturation using gonadotropin-releasing hormone agonist triggering and different luteal support protocols on endometrial gene expression.

Bermejo A, Cerrillo M, Ruiz-Alonso M, Blesa D, Simón C, Pellicer A, Garcia-Velasco JA.
Fertil Steril. 2014 Jan;101(1):138-146.e3.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24182413

The impact of using the combined oral contraceptive pill for cycle scheduling on gene expression related to endometrial receptivity.

Bermejo A, Iglesias C, Ruiz-Alonso M, Blesa D, Simón C, Pellicer A, García-Velasco J.
Hum Reprod. 2014 Jun;29(6):1271-8. doi: 10.1093/humrep/deu065. Epub 2014 Apr 4.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24706003

Clinical management of endometrial receptivity.

Blesa D, Ruiz-Alonso M, Simón C.
Semin Reprod Med. 2014 Sep;32(5):410-3. doi: 10.1055/s-0034-1376360. Epub 2014 Jun 24.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24959823

Transcriptomics of the human endometrium.

Díaz-Gimeno P, Ruíz-Alonso M, Blesa D, Simón C.
Int J Dev Biol. 2014;58(2-4):127-37. doi: 10.1387/ijdb.130340pd.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25023678

Timing the window of implantation by nucleolar channel system prevalence matches the accuracy of the endometrial receptivity analysis.

Nejat EJ, Ruiz-Alonso M, Simón C, Meier UT.
Fertil Steril. 2014 Sep 17. pii: S0015-0282(14)02025-1. doi: 10.1016/j.fertnstert.2014.07.1254.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25241377

Deciphering the proteomic signature of human endometrial receptivity

Hum Reprod. 2014 Sep;29(9):1957-67. doi: 10.1093/humrep/deu171. Epub 2014 Aug 8
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25106620

Nossos resultados

Uma equipe especializada e altamente qualificada está pronta para atender médicos e pacientes durante todo o processo. Estamos orgulhosos de apresentar resultados de alta qualidade e acuracidade em todos os testes do laboratório Igenomix.

20%

    das causas de infertilidade

tem no endométrio

30%

das mulheres inférteis

são afetadas por

bactérias patogênicas

+20

anos de experiência
em genética

14

laboratórios ao redor

do mundo

Fale conosco

Para mais informações e assistência, solicite apoio da equipe de atendimento por telefone ou e-mail.

Contato

Inscreva-se para receber notícias